• Aquários Sobrinho

A importância do controle de temperatura no aquário marinho

É mais que sabido que é importante manter a temperatura de um aquário marinho estável, os peixes e outros seres vivos não toleram uma variação de temperatura muito grande.

Quando a temperatura varia muito rápido os corais fecham, os peixes estressam, mas no outro dia a temperatura volta ao que era antes, os peixes voltam ao normal, os corais abrem e você pensa que está tudo bem. Não está tudo bem! A verdadeira ameaça é invisível aos olhos e quase sempre passa por despercebida: as bactérias.


Existem centenas de milhares de tipos de bactérias nos aquários marinho, cada uma com suas diferenças e semelhanças. A semelhança mais comum é a taxa de reprodução alta com um pequeno aumento da temperatura. Quando um aquário sobe a temperatura cerca 3ºC a taxa de reprodução das bactérias aumenta muito e há um aumento populacional das bactérias. Quando a temperatura volta ao normal, o metabolismo das bactérias também volto ao normal, porém as bactérias adicionais devidos ao aumento de temperatura não morrem, elas continuam no aquário. Nem mesmo se esfriar muito o aquário elas vão morrer, elas vão apenas diminuir o metabolismo. É como funciona a geladeira, ela reduz muito a taxa de reprodução das bactérias.


Na imagem abaixo vemos representado com a variação de temperatura afeta o crescimento bacteriano.

Disponível em: <http://pt.slideshare.net/llillianna/factores-q-afectam-crescimento-micro>

Depois de vários aumentos e reduções de temperatura, a população de bactérias vai atingir o seu limite máximo do aquário é aí que mora o grande problema. As bactérias vão consumir oxigênio em grande quantidade o que vai causar morte de outros organismos e morte de outros organismos significa matéria orgânica em decomposição o que torna a água mais tóxica o que pode levar a uma reação em cadeia irreversível ocasionando a morte de todo o aquário. Isso é conhecido como "síndrome do aquário tóxico".


Disponível em: <http://www.uff.br/enzimo/index.php?option=com_content&view=article&id=17&Itemid=7>

Se morrer uma pequena anêmona, que o aquarista nem sabia que existia, ela vai se decompor, criar um foco e matar os organismos vizinhos. Em questão de horas irá propagar por todo o aquário. Se morrer um ofiuróide a mesma coisa.

Mesmo que o aquário seja bem oxigenado (agitado), a temperatura alta irá diminuir a capacidade de dissolução de Oxigênio (relação temperatura / Oxigênio dissolvido).

Muita gente não sabe, mas a bactéria em si pode não ser maléfica, mas alguma substância que ela libera é nociva à saúde dos animais, como é o caso da difteria, a bactéria em si não prejudica a saúde, mas a toxina que ela produz sim. O mesmo vale para micro-algas que, ao morrerem, liberam o nocivo Fenol.


Não havendo o controle de temperatura, não é possível fazer um controle da quantidade de bactérias, microalgas e outros micro-organismos no aquário, e isso pode se tornar uma bomba relógio pronta para explodir a qualquer momento.

É por todas essas questões que é preciso manter um controle rígido da temperatura e da quantidade de matéria orgânica na água. Só assim será possível manter um aquário bonito por muitos anos. Montar um aquário bonito é fácil, mas manter um aquário bonito por cinco ou dez anos requer cuidado, atenção e dedicação.


Quem se preocupa com os corais e peixes, mas esquece da microbiota (conjunto de micro-organismos que vive no aquário), corre risco de perder tudo por causa dela. Em um aquário marinho, os animais e algas que não vemos são tão importantes quanto os que vemos.

Aquários Sobrinho 

Telefones: 27 33261100 - 27 993115626 - 31 982859240

email para orçamentos: angelolucas90@yahoo.com.br

email para fábrica: sobrinhoaquarios@gmail.com

Endereço: Rua Luiz Soares do Nascimento, 109, Ilha das Flores, Vila Velha -ES

CNPJ 26.049.716/0001-77