• Aquários Sobrinho

Tipos de filtros de Aquário: Filtro UV

Problemas com a água verde? Filtro UV. Essa é a resposta mais comum que as pessoas escutam. Mas o que poucas pessoas sabem é como o filtro UV funciona e vamos explicar nesse nosso texto.


A princípio o filtro UV (ultravioleta) não é um filtro propriamente dito, ele não filtra absolutamente nada. O filtro UV é uma câmara opaca (que a luz não atravessa) onde a água passa na radiação ultravioleta produzida por uma lâmpada especial. É Somente isso.

O filtro ultravioleta é composto de praticamente 4 partes: corpo opaco, lâmpada UV,reator da Lâmpada e luva de quartzo.

Corpo opaco: É muito importante que o corpo do filtro UV não permita a passagem de luz, pois a radiação UV pode ser perigosa. Exposição à radiação ultravioleta pode causar cegueira temporária e até permanente dependendo da intensidade. Nunca ligue uma lâmpada UV sem proteção adequada apenas por curiosidade, os riscos são muito altos.

Uma característica dos melhores filtros UV do mercado é que eles possuem uma superfície interna reflexiva. Essa superfície reflexiva faz com que os raios UV sejam mais bem aproveitados dentro do filtro.

Lâmpada UV: é outra parte importante do processo, pois é ela que emite a radiação que vai atacar as algas, bactérias e outros micro-organismos. Uma característica importante pouco conhecida das lâmpadas UV é que elas possuem uma temperatura de funcionamento ideal Enquanto a lâmpada está fora da sua temperatura de funcionamento ideal, ela não emite radiação UV em menor quantidade ou mesmo não emite UV que possui a capacidade germicida. Uma coisa importante é que a radiação UV não é visível ao olho humano, nós não a enxergamos. O que vemos de luz na lâmpada UV é luz comum.


Assim, é sempre importante proteger a lâmpada UV com uma luva de quartzo para que a lâmpada opere bem próxima da sua temperatura ideia de funcionamento a maioria do tempo.


A duração da lâmpada UV de boa marca é cerca de 6000 horas (16 horas por dia durante um ano) e as chinesas geralmente metade desse tempo. Depois que ela perde a vida útil, ela continua acendendo, mas não emite radiação.


Uma forma de fazer a lâmpada UV durar mais tempo é o ligando apenas quando a água tiver verde e desligando assim que o problema tiver sido resolvido. A água demora sempre alguns dias para começar a ficar verde novamente.

Luva de quartzo: A luva de quartzo é uma capa de proteção para que a lâmpada possa trabalhar na sua temperatura de funcionamento correta e também permitir a passagem da radiação UV até a água. Se você utilizar uma luva de vidro, irá filtrar quase toda a radiação UV que deveria chegar até a água. Se não usar uma luva de quartzo, a lâmpada não emite radiação UV suficiente ou mesmo pode não emitir. Esse é o principal motivo pelo qual os filtros UV caseiro costumam não funcionar corretamente.

uv q

Reator: É um aparelho que converte as características da energia elétrica da tomada para as características necessárias para que a lâmpada acenda. Existem reatores à prova de chuva e sol, e outros que não podem ficar no tempo. Às vezes, durante o tempo das chuvas, acontece que há uma grande variação na tensão elétrica que pode queimar o reator fazendo com que a lâmpada apague. Por isso, pode-se tornar necessário o uso de estabilizadores para evitar o risco de queima do reator.

O filtro UV é esse sistema simples formado basicamente desses 4 componentes. Mas como o UV funciona? Como é que a radiação mata as algas e bactérias?


A resposta é até meio contraditória: A radiação UV não mata nenhuma alga ou bactéria na maioria dos casos em aquários e lagos! É sério. Não mata quase nada.


A radiação UV altera o DNA dos micro-organismos fazendo com que eles sejam esterilizados, assim eles perdem a capacidade de se reproduzir. Isso quer dizer que o micro-organismo entra no filtro vivo e sai dele vivo. Isso pode até causar estranheza, mas é a verdade.

Depois que o organismo perdeu a capacidade de se reproduzir ele morre naturalmente ou morre atacado por outras fatores como o sistema imunológico dos animais, por exemplo.

Para dimensionar o filtro UV necessário é preciso saber o que você quer combater. Se for apenas para combater as algas suspensas no aquário, o filtro tem uma potência menor, mas se for para combater organismos patogênicos aí o filtro precisa ter uma potência muito maior.


Segue abaixo uma tabela com uma média da intensidade necessária para esterilizar alguns tipos de organismos:

O primeiro fator a se levar em conta é o volume total do aquário ou lago. É preciso que toda a água do sistema passe pelo filtro UV num período rápido o suficiente para que os micro-organismos não tenham tempo de se reproduzirem.  Indicamos que o filtro tenha a vazão nominal de metade do aquário ou lago a cada hora, assim, um aquário de 1000 litros que tenha uma vazão de 500 litros por hora, um lago de 3000 litros que tenha uma vazão de 1500 litros por hora. Isso é importante porque mesmo que a quantidade que passe no filtro UV seja igual ao volume do aquário, não quer dizer que todos os micro-organismos tenham passado pelo filtro.


Como a vazão de filtragem é muito grande, principalmente em aquários e lagos grandes, é melhor que o filtro UV seja separado do sistema de filtragem. Isso acaba dando uma economia muito grande na potência da lâmpada necessária.


O segundo fator a se levar em conta é o que se deseja eliminar.


Existem vários estudos sobre a radiação UV em diversos tipos de algas e micro-organismos, sendo que abaixo segue a lista com alguns micro-organismos e a quantidade de radiação necessária para que haja a esterilização desses organismos.


É muito importante lembrar que nesse caso a qualidade da lâmpada é fundamental para uma esterilização eficiente. Lâmpadas de qualidade ruim fornecem uma radiação mais fraca que lâmpadas de qualidade boa. Isso pode não fazer muita diferença quando o assunto são algas, mas é altamente importante quando o assunto são bactérias e vírus.


O terceiro e último fator que é ignorado pela maioria das pessoas é o tamanho do filtro. Quanto maior o filtro, maior deve ser a potência da lâmpada porque a radiação vai se dividir por todo o interior.  Um lâmpada de 5 watts (5000000 microwatts) num filtro com área total de 1000cm², tem a incidência de 5000microwatts/cm². Se o filtro tiver 5000cm² a incidência é de apenas 1000 microwatts/cm².


Filtros de diâmetro maior possuem eficiência menor.


O filtro não deve ter tamanho interno muito maior que a lâmpada porque a luz não vai ter bom aproveitamento.


A relação entre volume do aquário ou lago necessidade e tamanho do filtro vai determinar a potência necessária da lâmpada.


Antes de comprar um filtro UV é necessário ler o manual, pois nele está indicada a incidência de radiação sobre o filtro. A maioria (para não dizer todas) as fórmulas de cálculo de filtro UV na internet estão parcialmente ou completamente erradas. Os dados foram copiados de algum lugar sem saber o que significam e isso pode casar problemas. Não existe isso de multiplicar um número x pelo volume do aquário e vazão que vai dar a potência da lâmpada, pois se o filtro for muito grande, a radiação vai se “diluir” não dando o resultado esperado.

Tabela com os valores de filtros UV da Aquaultraviolet

Assim, vimos como é constituído um filtro UV e como dimensionar para se construir um filtro corretamente. Na maioria dos casos só de ler o manual antes de comprar já vai dar todas as respostas. Também vimos que as fórmulas encontradas são equivocadas, pois não levam em consideração o tamanho do filtro.


Se tiverem dúvidas sobre como dimensionar ou construir seu filtro UV, pode entrar em contato com nós da Aquários Sobrinho que ajudaremos da melhor forma possível. Nós não comercializamos esse tipo de filtro, mas sempre estamos dispostos a ajudar.


Observações importantes:        


Filtros UV não combatem algas que não passam por ele como as petecas, cianobactérias e outra que ficam presas no vidro ou substrato. Vejo muita gente nos grupos que comprar filtros UVs para esse fim.


As algas que morrem nos aquários e lagos ainda precisam ser removidas do aquário e rápido. As algas mortas nos aquários e lagos começam a se decompor rapidamente e liberam compostos orgânicos que podem virar amônia e fosfato.

Aquários Sobrinho 

Telefones: 27 33261100 - 27 993115626 - 31 982859240

email para orçamentos: angelolucas90@yahoo.com.br

email para fábrica: sobrinhoaquarios@gmail.com

Endereço: Rua Luiz Soares do Nascimento, 109, Ilha das Flores, Vila Velha -ES

CNPJ 26.049.716/0001-77