• Aquários Sobrinho

Tipos de Filtros de Aquário: Filtro de Plantas


As plantas, assim como todos os organismos vivos, precisam de nutrientes para se manterem vivas e crescerem.  Entre os principais compostos necessários para as plantas estão o nitrogênio e o fósforo. Opa! Nitrogênio e fósforo?! Sim, os mesmos contaminantes das águas dos aquários. Parece que todo mundo já entendeu a relação.


As plantas precisam de nitrogênio e fósforo e os absorvem na forma de amônia, nitrato e fosfato, sendo que a melhor absorção depende da espécie, fase da vida, condições de adaptação. Algumas plantas absorvem melhor a amônia que o nitrato, outras absorvem melhor o nitrato que a amônia. 

O filtro de plantas já são usados amplamente em águas residuárias de indústrias de todos os tipos, pisciculturas, esgoto doméstico e qualquer tipo de resíduo onde haja excesso de nitrogênio e fósforo. Eles são simples, baratos e funcionam à base de luz, literalmente.

Agora você deve estar pensando que todos os problemas foram resolvidos, que fazer uma floresta no meu aquário e tudo vai se resolver, nunca mais vou ter problemas de amônia ou fosfato. Certo? Errado!


Na teoria o filtro de plantas é a solução barata e eficiente para todos os problemas de filtragem, mas não é assim tão fácil. Geralmente a água dos aquários é pobre( em relação às necessidades das plantas) em todos os nutrientes para que seja cristalina, não dê algas e não mate os peixes devido à amônia e nitrito. Com a água pobre demais a planta não consegue se desenvolver e começam a definhar, algumas folhas caem, algumas raízes apodrecem e você acaba de criar um grande problema no aquário.


Assim, o filtro de plantas é um sistema muito complexo e delicado para se montar em um aquário como filtro principal. Mas isso, não é de todo ruim, é possível tirar algum benefício.


Em casos de picos de amônia ou nitrato é possível usar o filtro de plantas para reduzir temporariamente esses fatores e removê-lo assim que estabilizar o sistema. As plantas que indicamos para uso emergencial são: o agrião, o papiro anão e a jiboia. São plantas fáceis de encontrar e que fazem um bom resultado. Não recomendamos o uso de aguapés e alfaces d’água, pois as suas raízes são muito finas e costumam agarrar na bomba causando travamento, entupimento e até mesmo provocando a queima da bomba.  Também é preciso ficar atento aos peixes que comem plantas, kinguios e carpas costumam comer muitos tipos de plantas. As plantas de crescimento lento como o bambu anão não são boas para a filtragem pois, devido ao crescimento lento, consomem poucos nutrientes.

As raízes do aguapé costumam soltar e entupir as bombas

Assim, o filtro de plantas se torna uma alternativa em casos de picos de amônia, mas são sistemas difíceis de estabilizar e manter. Nas águas de esgotos e indústrias funciona muito bem devido à grande quantidade de nutrientes contidos neles, mas não é o caso dos aquários. Em lagos, devido á camada de substrato maior, as plantas possuem maior disponibilidade de nutrientes.


PS: Nem todas as plantas possuem a capacidade de remover nutrientes da água, as aquáticas flutuantes(aguapé, alface d'água, ervilha d'água, etc) são as mais adaptadas a esse tipo de trabalho. Outras plantas aquáticas emersas também fazem uma boa filtragem como papiro, taboa, junco, jiboia, taioba, inhame, etc. As plantas submersas também possuem alta capacidade de remover nutrientes da água. Cada espécie de planta possui sua própria característica metabólica tendo maior afinidade com um ou outro composto.

Aquários Sobrinho 

Telefones: 27 33261100 - 27 993115626 - 31 982859240

email para orçamentos: angelolucas90@yahoo.com.br

email para fábrica: sobrinhoaquarios@gmail.com

Endereço: Rua Luiz Soares do Nascimento, 109, Ilha das Flores, Vila Velha -ES

CNPJ 26.049.716/0001-77