• Aquários Sobrinho

5 Dicas Para Evitar e Resolver um Pico de Amônia

Atualizado: 19 de Jan de 2019

É muito comum em algum momento do aquário ele dar um pico de amônia por algum motivo qualquer, seja por um descuido ao alimentar os peixes, seja por morte de algum animal do aquário, seja pelo calor excessivo ou por algum problema na filtragem. Sabendo disso resolvemos escrever essas 5 dicas para ajudar a evitar ou resolver um pico de amônia no seu aquário.


Dica 1: Dê manutenção regular no seu sistema de filtragem


Prevenir é imensamente melhor do que remediar, evita a intoxicação dos peixes e possíveis problemas em consequência de um pico de amônia. Com uma limpeza regular dos seus filtros você remove o excesso de sujeira que atrapalha a filtragem e também o excesso de bactérias que não ajudam nesse processo, mas mesmo assim competem com as bactérias nitrificantes. Manutenções regulares também ajudam a remover o excesso de bactérias nitrificantes velhas e mortas induzindo a  multiplicação mais rápida dessas bactérias e promovendo uma maior remoção de amônia no seu aquário.


Não existe um tempo certo para fazer limpeza do filtro, isso varia de cada aquário para cada aquário, então quando a vazão do sistema de filtragem apresentar sinal de diminuição, faça uma limpeza dos filtros.


Uma filtragem física bem projetada no seu aquário ajuda em muito a evitar acúmulo de sujeira na parte da filtragem biológica.


Veja mais detalhes sobre a filtragem física aqui no nosso texto sobre ele


A melhor maneira de fazer uma limpeza do filtro é com uma retrolavagem que utiliza a própria água do seu aquário ou lago para remover a sujeira. Isso evita que as bactérias nitrificantes sofram algum choque térmico ou osmótico perdendo assim eficiência na remoção de amônia .


Veja no vídeo abaixo a facilidade da retrolavagem dos filtros da Aquários Sobrinho.


Dica 2: Tenha sempre uma solução emergencial


Existem produtos no mercado que removem instantaneamente a amônia dos aquários através de reações químicas como o Condicionador de Água da Aquários Sobrinho e o Prime da Seachem e também através de adsorção como zeolita e a purigen.


Esses produtos são bem práticos e funcionam muito bem podendo resolver em minutos um pico de amônia. Vale a pena ter guardado para uma emergência.


Veja aqui no nosso texto mais detalhes sobre a filtragem química da zeolita


Dica 3: Revise o sistema de filtragem, ele pode não estar sendo suficiente


Muitas pessoas compram os peixes ainda filhotes e eles crescem além do que o sistema de filtragem suporta e isso causa aumento regular da amônia na água. Se o seu sistema de filtragem estiver de acordo com a fauna, pode ser que a nitrificação esteja limitada por algum fator.


Um aquário precisa de um bom fluxo de água entre ele e seu sistema de filtragem. Muitas vezes apenas aumentando a vazão do sistema de filtragem você consegue melhorá-lo.


É muito melhor ter um sistema de filtragem superdimensionado do que ficar trabalhando com o mínimo necessário. O superdimensionamento costuma cobrir e evitar o aumento da amônia.


Dica 4: Não faça muitas trocas parciais grandes e seguidas


É muito comum nos grupos de internet ouvir que uma troca parcial grande costuma ajudar a reduzir a amônia, mas pode acabar atrapalhando mais ainda se for feita errada ou em excesso.


De fato, uma troca parcial grande vai diminuir a concentração de amônia no aquário, porém você pode causar um choque osmótico e térmico devido à diferença abrupta de parâmetros na água como temperatura, salinidade e pH. Isso pode causar resultados negativos como estresse dos animais, plantas  e micro-organismos (que pode causar ainda mais um aumento do nível da amônia) e tendo outras consequências como os peixes se tornarem agressivos, adoecerem ou até pularem do aquário. O choque térmico e/ou osmótico pode até mesmo parar a nitrificação por muito tempo e isso significa que não haverá redução do nível de amônia pelas bactérias do filtro.


Veja aqui no nosso texto sobre o estresse dos peixes


Tenham sempre cuidado ao fazer uma troca parcial no aquário para evitar o risco de um choque térmico ou osmótico.


Veja aqui o nosso texto sobre o choque osmótico

Veja aqui o nosso texto sobre o choque térmico.


Dica 5: Tenha cuidado na alimentação


Muita gente se despreocupa na alimentação dando muita comida, principalmente comida viva ou pedaços de carne e camarão, ou ração de péssima qualidade. Esse é o principal responsável por picos de amônia “repentinos”.


Dê sempre preferência às rações de boa marca importadas, elas são muito melhores em todos os parâmetros de qualidade e nutrição. Hoje, com a popularização da internet e das lojas virtuais, é possível encontrar rações de boas marcas e com preço bastante acessível.

As rações nacionais são em grande parte responsável pelos picos de amônia nos aquários.


Peixe come pouco, não precisa dar muita comida. Cabe ao aquarista encontrar a quantidade de alimentação necessária para seu aquário. Nas engordas de peixes em pisciculturas, os peixes costumam receber alimentação em torno de 2 a 3% do seu peso, num aquário o peixe se receber 1% do seu peso em alimentação diariamente é suficiente para manter uma excelente qualidade de água e os peixes saudáveis.


O aquarista deve tomar cuidado caso tenha um aquário onde faça uso constante de alimento vivo ou pedaços de carne. Esse tipo de alimento acaba por liberar diversos fluidos orgânicos na água, fazendo com que se necessite de um sistema de filtragem muito maior do que o mesmo aquário utilizando ração. Veja o vídeo abaixo onde o aquarista está alimentando suas piranhas com um filé de tilápia, os pedaços que elas arrancarem e não forem comidos irão se transformar em uma grande quantidade de amônia na água.



Aquários Sobrinho 

Telefones: 27 33261100 - 27 993115626 - 31 982859240

email para orçamentos: angelolucas90@yahoo.com.br

email para fábrica: sobrinhoaquarios@gmail.com

Endereço: Rua Luiz Soares do Nascimento, 109, Ilha das Flores, Vila Velha -ES

CNPJ 26.049.716/0001-77