• Aquários Sobrinho

Ética e Aquarismo

O aquarismo é um hobby fantástico, nele nós depositamos nosso tempo livre, nosso carinho, nossa dedicação, nossa esperança de ver o fruto do nosso esforço explodindo em cores e animais saudáveis. O aquarismo é simplesmente um hobby ímpar, mas não começamos sabendo tudo logo de cara, na verdade começamos não sabendo absolutamente nada e é aí que precisamos procurar ajuda com pessoas mais experientes que obtiveram sucesso para compartilhar suas experiências, mas hoje, com o avanço das redes sociais, o quadro é muito diferente do esperado, os grupos de aquarismo deixaram de ser centro de informações fidedignas e passaram a ser um local onde as pessoas propagam ofensas e informações erradas com tanta convicção que acabam confundindo, induzindo as pessoas a cometerem erros.


Na internet todo mundo fala o que quer


Se teve uma coisa que as redes sociais conseguiram fazer foi dar voz a todas as pessoas, sem exceção. Isso é uma ferramenta muito útil para o aprendizado, permite uma rede de contatos muito rápida entre pessoas de diversas partes do mundo, mas também permite que pessoas mal-intencionadas ou mal informadas propaguem mentiras ou falsas ideias às outras pessoas, causando problemas e prejuízos.


Se quer ajudar, não atrapalhe


Em cada publicação de dúvida nos grupos de facebook é tanta gente comentando tanta coisa divergente, em grande parte sem fundamentação técnica nenhuma e pessoas ofendendo deliberadamente quem pensa ou contrário ou iniciantes que ainda não tem tanto conhecimento.


O aquarismo é um hobby que se leva tempo para aprender como a teoria se relaciona com a prática, são muitos termos da física, química e biologia, muitas informações que nem os aquaristas experientes conseguem juntar tudo de uma vez em um só lugar. Tem tanta coisa que só se aprende na prática após anos de tentativas e erros e mesmo assim tem gente que começou no aquarismo há pouco que faz textos e vídeos com informações incompletas ou retiradas de outro lugar que eles mesmo não sabem explicar o porquê daquilo atrapalhando mais do que ajudando.


De boas intenções o inferno está cheio


Um dos problemas maiores problemas do aquarismo nas redes sociais é o famoso “eu fiz assim e deu certo”. Esse “dar certo” é em relação a quê? Ao peixe não ter morrido nesses 4 meses de aquário? Não ter morrido em 1 ano de aquário? A grande maioria dos peixes vivem ao menos 5 ou 6 anos se bem cuidados, isso inclui os pequenos tetras como os neons e o mato grosso, o oscar (astronotus ocelatus) vive em média entre 10 e 15 anos, kinguios vivem mais de duas décadas tranquilamente. Os hábitos bem-sucedidos no aquarismo só são percebidos após anos de tentativas, estudos e melhorias.


Valorize quem tem experiência de verdade


Temos visto muita gente experiente de fato, que cria peixes com sucesso há anos, se afastando das redes sociais devido à má educação de alguns, à vontade de aparecer outros e a plena convicção de que mentiras são verdades de muitos. Quem perde com isso é o aquarismo no geral, pois o conhecimento verdadeiro vai se isolando e se perdendo.


Uma mentira confortável não é melhor que uma verdade dolorosa


A mente humana tem uma tendência a prestar atenção ou optar por aquilo que lhe é agradável ao invés do que é desagradável, é a tendência de manter-se na zona de conforto. No aquarismo isso é um sério problema porque as pessoas vão evitar as opções que dão trabalho ou que tem um custo maior (geralmente as opções que realmente funcionam) do que opções esdrúxulas, mas que são cômodas. Também acontece muito o caminho contrário, às vezes o aquarista é mal orientado e gasta uma fortuna com coisas que não ajudam e depois, quando alguém oferece algo que funciona mais barato e diz que ele gastou muito com coisas desnecessárias, acontece dele não acreditar. Muitas pessoas não gostam de se sentirem enganada e para não caírem na real continuam propagando a mentira, prejudicando os outros.


No aquarismo é preciso humildade para saber que estava errado e poder aprender.


Fato é fato, gosto é gosto


Na parte técnica do aquarismo não existem pontos de vista. Existem gostos diferentes, aquários diferentes, peixes diferentes, equipamentos diferentes, mas não pontos de vista.

As pessoas podem preferir iluminação led, por exemplo, em relação a HQI ou tubulares, mas as características da iluminação (espectro, temperatura de cor, luminância, potência, etc) são as mesmas, 10w de potência é igual, mesmo sendo 10w de led ou 10 w de HQI ou 10w de lâmpadas tubulares, o que vai mudar são as características da luz emitida por cada lâmpada. Nessa questão de iluminação cada aquarista tem gosto diferente devido a vários fatores, mas os dados técnicos são independentes disso. Led não é melhor que HQI ou vice-versa, ambos possuem características diferentes de uma mesma coisa. Isso vale para todos os outros assuntos, seja filtragem, circulação, etc.


Aprenda a estudar


Nós da Aquários Sobrinho sempre dizemos que estudar é a melhor maneira de melhorar o aquarismo. Procure sempre informações com os dados técnicos detalhados, façam sempre perguntas do tipo “como isso funciona? ”, “por que isso funciona assim? ”, “existe outra maneira de fazer? ”, “qual a fonte técnica dessa informação? ”, etc. Boa parte das coisas de aquarismo estão nos livros de física, química e biologia do ensino médio sendo que são vistos com mais detalhes nos livros e apostilas de curso superior e muitas vezes escritos de maneira que qualquer um que saiba ler consiga entender. Basta ter paciência e dedicação que aos poucos o aquarista iniciante vai dominando o conhecimento verdadeiro e se afastando dos mitos que tanto prejudicam o aquarismo.


Nós da Aquários Sobrinho nos baseamos nos nossos conhecimentos de décadas envolvidos no aquarismo e do conhecimento científico disponível no mundo para compreender melhor as coisas que envolvem o aquarismo.


Compromisso com o resultado


Não deveria existir diferença entre fazer o próprio aquário e fazer o aquário dos outros. Mas, pessoas que tem o hobby como profissão, principalmente lojistas e comerciantes de caráter duvidoso, montam aquários para seus clientes e vendem equipamentos e produtos sabendo que vai dar errado, já premeditando vender a solução para os problemas que sabe que irão surgir. Vendem substratos alcalinos (a dolomita é o caso mais comum) para peixes de água ácida, suplementos e equipamentos inúteis, produtos com efeito colateral danoso, peixes agressivos e/ou impróprios, peixes que sabem estarem doentes, aquários pequenos para o que o cliente pretende, etc.. Ou seja, muito dos profissionais do aquarismo não tem compromisso com o resultado dos aquários de seus clientes. Às vezes fazem artimanhas para dar problemas e, assim, vender mais alguma coisa.


Respeite os outros acima de tudo


As discussões de aquarismo são os momentos onde se dá a troca de experiência entre as pessoas e os mitos deveriam ir se encerrando, então é preciso preservar a boa vivência para que isso realmente aconteça. Discutam apenas os fatos e evitem atacar o outro, ajudem, contribuam com informações e de preferência as respectivas fontes para pesquisa do outro. Se você também tiver dúvida no assunto, aproveite para aprender com quem sabe e não para confundir-los mais ainda.  Respeite os outros, trate-os com cordialidade e apontem seus erros com base em dados e informações verdadeiras, não com o chato disse-que-me-disse ou no achismo.


O aquarismo precisa de muita troca de informação e respeito para ir pra frente, essa é a ética do aquarismo, orientar os outros com o conhecimento verdadeiro para evitar com que os outros tenham que passar pelos mesmos problemas que você e possam também descobrir coisas novas.

Aquários Sobrinho 

Telefones: 27 33261100 - 27 993115626 - 31 982859240

email para orçamentos: angelolucas90@yahoo.com.br

email para fábrica: sobrinhoaquarios@gmail.com

Endereço: Rua Luiz Soares do Nascimento, 109, Ilha das Flores, Vila Velha -ES

CNPJ 26.049.716/0001-77